(41) 3408-2682 / (41) 99963-5682 contato@gcostaconsultoria.com.br

A formação de preço é algo primordial para uma boa saúde financeira, por mais que não seja complexo é algo que as micros e pequenas empresas muitas vezes erram.

Primeiramente vamos relembrar alguns conceitos:

Custos:

São gastos relativos a um bem ou serviço utilizado na produção de outros bens ou serviços (ex: Matéria prima, embalagens, mão de obra direta e indireta, etc…) e podem ser separados em:

  • Custos Fixos

Como o nome diz, são os custos que não alteram em função da produção, se produzir 1000 ou 50 esses custos se mantêm, normalmente esses custos são distribuídos por rateio.

  1. Aluguel da fábrica
  2. IPTU
  3. Sálario dos supervisores da equipe, etc.
  • Custos Variáveis

Já os custos variáveis os valores se alteram em função da produção.

  1. Matéria prima consumida
  2. Embalagem
  3. Horas extras da produção
  4. Mão de obra direta, etc.

Despesas: São os gastos necessários para a obtenção de receitas, elas não estão ligadas a transformação ou produção dos bens e serviços. Estão relacionadas aos gastos com a estrutura administrativa e comercial da empresa.(Aluguel de uma sede administrativa e|ou comercial, pró-labore, marketing…) e podem ser separadas em:

  • Despesas Fixas

  1. Aluguel sede administrativa
  2. Salários e encargos(administrativos)
  3. Material de escritório, etc.
  • Despesas Variáveis

Despesas que variam em função do volume de vendas

  1. Comissão de vendedores
  2. Frete de produtos
  3. Bonificações sobre vendas
  4. ICMS

 

Muitas gastos não são tão fáceis de identificar se são custos ou despesas, porém existe uma pergunta que pode facilitar esta separação.

Ao olhar um gasto você deve se perguntar: “Se eu excluir esse gasto, haverá uma alteração na formação do meu estoque?” Se houver alteração na formação do seu estoque esse gasto é um custo, pois como dito acima, esta diretamente ou indiretamente ligado à produção. Após feitas as apurações de custos e despesas podemos partir para alguns cálculos.

Primeiramente visando agregar ao preço de venda os gastos fixos (despesas fixas + custos fixos) e recuperá-los na comercialização das mercadorias, utilizamos a seguinte equação:

info_markup

Segue um exemplo simples para ilustrar:

Suponhamos que sou uma confecção de roupa Fitness. Estou querendo lançar no mercado um novo modelo de calça legging, conforme o artigo acima, separei todos meus custos e despesas e encontrei que meu custo da mercadoria vendida foi de R$ 13,76. Para formar o preço de venda vou somar 8,36% de impostos, 2,5% de comissões, 31,27%  de percentual de gastos fixos e 20% de lucro.

MKup = 1 – (8,36 + 2,5 + 31,27 + 20)
                                       100

MKup = 0,3787

Meu preço de venda PV = 13,76
                                                0,3787

PV = R$ 36,33

Sei que a primeira vista parece algo muito complicado, porém com uma boa organização dos dados e prática esse cálculo fica natural.

Para formação de preço, elaboração de plano de contas, controladoria de custos, entre diversos outros serviços consulte-nos, será um prazer ajudar você a prosperar!

Contribuição pessoal de Paulo Mangueira, em 6/12/2016